Acompanhe seu processo

LEVANDO SEU ANIMAL PARA A EUROPA

IMPORTANTE: EXCETO EXCETO REINO UNIDO, IRLANDA, SUÉCIA, SUÍÇA FINLÂNDIA E MALTA

Fala pessoal, o vídeo de hoje não é sobre cidadania italiana, mas é sobre um assunto que tenho sido abordado bastante depois que trouxe o Al Capone para a Itália. Hoje vou falar um pouco sobre os procedimentos necessários para trazer seu animal de estimação para a União Europeia.

Vale lembrar que se você for viajar para o Reino Unido, etc, os procedimentos são um pouquinho diferentes e eu vou fazer outro vídeo a respeito disso depois. Estes procedimentos tratados aqui servem para todos os outros países da CE.

Bom, antes de mais nada, você precisa saber que se você está começando do zero, você levará no mínimo 4 meses para poder embarcar com o seu animal. Isto porque existem prazos a serem cumpridos entre as etapas da documentação que não podem ser antecipados.

Vamos lá:

Para que o seu animal possa viajar com você para a Europa, ele precisa ter identificação e ser saudável. É basicamente isso que as autoridades locais desejam assegurar e é com base neste cenário que devemos agir.

Para comprovar estes fatores, devemos seguir algumas etapas, que em um cenário geral, podemos resumir:

  • Microchipagem do animal;
  • Cadastramento da vacina de Raiva (uma vez que o a doença não foi erradicada no Brasil);
  • Exame sorológico que ateste que o animal possua anticorpos contra raiva estão acima do mínimo exigido, ou seja: 0,5 UI/ml;
  • Atestado veterinário e CZI (ou CVI – Certificado Zoosanitário Internacional);
  • Embarcar;

 

Vou explicar o passo a passo de cada uma das etapas e ao final fazer um panorama geral, para ficar mais fácil de entender.

  • MICROCHIPAGEM E VACINA DE RAIVA

Na Europa e em praticamente todos os demais países do mundo é obrigatório que os animais domésticos sejam identificados com um microchip subcutâneo. Este microchip não tem nada a ver com localização e nem nada disso. Fique tranquilo que a ideia não é tirar a sua privacidade e nenhuma destas besteiras que dizem por aí.

O microchip tem a ideia de carregar as informações de saúde do animal, como vacinas e anti parasitas que ele já tomou na sua vida, assim como os dados do dono do animal, como nome, endereço, nacionalidade, etc.

Eu vou falar da microchipagem junto com a vacina de Raiva, pois é conveniente que você faça os dois procedimentos no mesmo dia, para economizar tempo (e muitas vezes dinheiro, pois alguns petshops oferecem promoções para quem realiza as duas operações simultaneamente).

O fato é que as informações da vacina de Raiva (número de lote, laboratório, etc) precisam constar do microchip do seu animal. Por isso, não adianta você achar que já superou esta etapa se o seu animal já é vacinado contra a Raiva. Você precisará revacina-lo obrigatoriamente para que o veterinário possa cadastrar as informações no microchip que será implantado no animal.

Portanto, peça ao seu veterinário implantar o chip e logo depois vacinar o seu animal, cadastrando as informações da vacina no chip, ok?

Se você não tem um veterinário de confiança ou se o seu veterinário não implanta microchips, eu sugiro que você utilize a rede PETZ. Foi a que eu usei para o Al Capone (e depois para o Thor e as gatinhas da minha mãe) e deu tudo certo. Nós gastamos cerca de R$175,00 para cada animal (chip + vacina).

Ao final dos procedimentos, o veterinário precisará te dar um certificado de microchipagem e a carteirinha de vacina, com o adesivo e informações da vacina. Guarde estes documentos, pois você precisará deles para embarcar o seu animal!

Pronto. 1ª etapa concluída.

  • EXAME SOROLÓGICO

Com o chip implantado e a vacina de raiva dada, passamos à próxima etapa que é a de comprovação que o seu animal está imune à raiva.

Para isso, você precisará de um documento que se chama Laudo Sorologia Anti-Rábica. No entanto, ATENÇÃO!! Você precisará aguardar no mínimo 30 dias corridos para enviar o sangue do seu animal para o laboratório.

Este tempo infelizmente é necessário, pois é o tempo que o organismo do seu animal leva para produzir os anticorpos contra a Raiva.

Então, depois da data da vacina, é necessário aguardar 30 dias corridos para pedir o exame, ok?

Até a data de hoje eu só consegui achar um único laboratório autorizado para realizar este exame. É o laboratório de Zoonoses e Doenças Transmitidas por Vetores/CCZ. Ele fica na Rua Santa Eulália, 86, em Santana.

Para pedir o exame, é necessário levar uma amostra do sangue do seu animal. Em nosso site, você encontra um documento com as informações da prefeitura acerca de como deve ser feita a coleta e o processamento da amostra, assim como a forma de pagamento ao laboratório. De toda forma, sugiro que você procure um veterinário experiente com este processo, para evitar transtornos e atrasos com a documentação do seu animal.

Enviada a amostra, é necessário aguardar a chegada do resultado. O laboratório dá o prazo de 20 a 30 dias úteis do recebimento para enviar o resultado. O nosso demorou um pouco mais que isso, mas chegou tudo certinho.

Quando chegar, você precisa verificar se o resultado atesta que a quantidade de anticorpos é MAIOR que 0,5UI/ml. Se não for, você precisará repetir esta etapa!

Neste ponto, superamos mais uma etapa e estamos cada vez mais próximos de poder embarcar com nosso cãozinho ou gatinho.

  • ATESTADO VETERINÁRIO

 

Agora que você tem o resultado em mãos e o seu animal é comprovadamente imune à raiva, basta apenas mais uma etapa: emissão do Certificado Zoosanitário Internacional (CZI). Este documento é basicamente o passaporte do seu animal.

Mas ATENÇÃO!!! É necessário aguardar o período de 90 dias corridos, a contar da data de coleta do sangue, para a emissão do CZI. É por isso que eu citei que você terá que aguardar no mínimo 4 meses para viajar com o seu animal (30 dias para coletar a amostra de sangue + 90 dias para a emissão do CZI).

Para emitir o CZI, você precisará se dirigir à VIGIAGRO. Em São Paulo, ela fica no aeroporto de Guarulhos (Cumbica).

É necessário agendar uma visita e isto é feito telefonicamente. O telefone é: (11) 2245 – 7828. Todas as vezes que eu liguei, fui muito bem atendido, com funcionários gentis e disponíveis a ajudar. Me surpreendi bastante com este fator!

Na VIGIAGRO, você precisará apresentar uma série de documentos, que vou listar ao final. A esta altura, você deverá ter todos, com exceção do Atestado Veterinário de Saúde. Este atestado é feito por qualquer veterinário. Pode ser inclusive um veterinário diferente do que aplicou a vacina, por exemplo. O importante é que ele tenha algumas frases específicas, exigidas pelos países da comunidade europeia, como por exemplo que o animal está livre de míiases e leishmaniose.

Nós também disponibilizamos o modelo do Ministério da Agricultura, qual sugiro fortemente utiliza-lo, para evitar problemas.

Neste atestado, preencha as informações do animal, do dono, das vacinas e eventuais vermífugos e peça para o seu veterinário assinar. LEMBRANDO QUE ESTE ATESTADO TEM VALIDADE MÁXIMO DE 72 HORAS. Portanto, você precisa emiti-lo neste prazo para poder leva-lo à VIGIAGRO. Sugestão: agende a visita à VIGIAGRO e logo depois agende com o seu veterinário, dentro do prazo estipulado, para obter o atestado de saúde.

  • CZI

Agora você tem tudo em mãos para emitir o passaporte do seu bichinho, ou melhor, o Certificado Zoosanitário Internacional (existe um passaporte para animais emitido pelas autoridades brasileiras, mas infelizmente ele não vale para fora do Mercosul, então sinceramente, não vale a pena perder tempo).

No dia agendado na VIGIAGRO, você precisará dos seguintes documentos:

  • Comprovante de Microchipagem do animal (aquele certificado que o veterinário te deu no dia da implantação). Aconselho levar os adesivos também, caso tenha;
  • Carteira de vacinação do seu animal;
  • Requerimento de CZI (preenchido eletronicamente no dia da visita);
  • Atestado de Saúde veterinário, emitido há menos de 72 horas;
  • Comprovante de embarque, passagem, etc;
  • Endereço de hospedagem no país de destino (pode ser declaratório);
  • 2 CÓPIAS SIMPLES DE TODA A DOCUMENTAÇÃO ACIMA!!!

ATENÇÃO!!! O CZI também tem validade. No geral é de 10 dias a partir da sua emissão. Minha sugestão é que você agende de modo a retira-lo no dia da viagem. Caso não seja possível, agende de modo a retira-lo um dia antes da sua viagem.

E é isso. Agora você tem toda a documentação necessária para embarcar com o seu animal.

Outros cuidados necessários:

  • Verifique com a sua companhia aérea quais são os procedimentos para embarque. A maioria delas exige que se agende o bilhete do seu animal com antecedência e não são todos os vôos que possuem esta disponibilidade;
  • Verifique as especificações de tamanho necessárias da caixa de transporte. Eu, por exemplo, precisei mandar fazer uma sob medida para o Al Capone, pois nenhuma das caixas disponíveis no mercado satisfaziam as exigências da Cia. Ou era muito grande para a cia ou era muito pequena para o conforto dele.

 

Depois de muito pesquisar, eu escolhi a Lufthansa para viajar. Apesar de ter feito escalas, foi a única que deu atenção que eu queria para o assunto. Foram sempre gentis, disponíveis e solidários com o assunto e com a minha angústia. Em Frankfurt, eles tem um centro de animais, em que teoricamente são visitados por veterinários, recebem água e comida, etc. Não sei o quanto isso é verdade, mas de fato, havia um adesivo na caixa dele, dizendo que ele passou pelo tal centro.

De resto, deu tudo certo. Chegamos em Roma, depois de 18 horas de vôo. Ele estava exausto e com muita sede ao chegar. Ficou meio alterado por uns 3 ou 4 dias depois, mas logo tudo voltou ao normal. Agora, estamos aqui fazendo nossas andanças pela Itália e planejando novas viagens.

Estou fazendo o processo de obtenção do passaporte europeu dele, o que deve facilitar muito a burocracia para viagens. Depois que der tudo certo, postarei novo artigo sobre o assunto.

Deixem seus comentários com dúvidas, experiências e curiosidades.

Um abraço  e até a próxima.

 

Comentários ( 7 )
  1. Karina Oliveira

    Boa noite Gabriel, tenho uma buldoguinha e pretendo dar entrada na sorologia da raiva na semana que vem…
    A minha dúvida é o seguinte: eu comprei ela de um canil que já colocou o microchip desde filhote, porém não foi registrado no microchip a primeira vacina da raiva, ela vai completar 7 anos….registro tudo em um site indicado pelo Animal TAg, tenho o certificado e a carteirinha com todas as vacinações.Será que vou ter problemas?

  2. FÁTIMA DA COLLINA

    Muito util para nós esse video Gabriel!
    Já microchipamos e vacinamos.
    Agora esperando os 30 dias para a coleta da sorologia!
    Depois completaremos os outros passos e então Partiu Itália!
    Obrigada! Abraço!

  3. Renata

    Oi,
    Tenho um schnauzer de 8 quilos, será q ele pode viajar dentro da cabine? Vc tem alguma informação sobre a Alitalia? Me falaram q a um índice mto grande de morte por hipotermia em animais q não viajam na cabine.
    Obrigada

    • gatto Post author

      Renata,
      A Alitalia não leva o seu cachorro, pois o máximo é 8 quilos (animal + container). Veja com a SWISS, eu acho que com eles é 12kg.

      Quanto à hipotermia, não creio que esta informação seja verdadeira não.
      Eu pessoalmente já trouxe 2 cachorros para a Europa, com cias diferentes e ambos chegaram muito bem aqui. Cansados, mas bem!
      Sei da ansiedade que dá, mas não creio que você tenha que se preocupar tanto assim…
      Gatto

Adicionar comentário

Seu e-mail não vai ser divulgado. Preencha todos os campos *

Gatto Cidadania - CNPJ: 21.528.457/0001-43
P. IVA: 03439590781

EnglishItalianPortugueseSpanish